terça-feira, 26 de novembro de 2013

Como eram as escovas de dente antigamente?
image

A história e a evolução da escova de dentes tem suas origens nos “pauzinhos de mastigar” usados pelos cidadãos da Babilônia em 3500 AC. A literatura grega e romana antigas também mencionam palitos de dentes primitivos que eram mastigados para ajudar a manter os dentes e a boca limpos.
Com o passar dos anos, os palitos de dentes se transformaram em um “palito de mascar” do tamanho de um lápis hoje em dia.
Um dos lados desse palito era mascado até que o mesmo se tornava macio como uma escova de dentes, enquanto que o outro lado do palito era pontudo e por isso utilizado para retirar restos de comida que ficavam entre os dentes após as refeições. Os palitos vinham de gravetos provenientes de árvores aromáticas e ajudavam também a limpar e refrescar o hálito. O registro mais antigo que mostra o uso desses gravetos é encontrada na literatura chinesa de meados de 1600 AC.
A primeira escova de dentes com fiozinhos também originou-se na China, por volta de 1600 DC. Por volta de 1780, a primeira escova de dentes foi feita por William Addis da cidade de Clerkenald, Inglaterra. Mais tarde, Addis e seus descendentes, fabricaram a melhor das escovas de dentes inglesas nas quais os cabos eram feitos com ossos de bovinos e as pontas eram feitas com fibras naturais e mantidas ali com fios de arame bem finos. Essas fibras naturais eram colhidas dos pescoços e ombros de suínos, especialmente de porcos que viviam em climas frios como o da Sibéria e o da China.
Por volta do início dos anos de 1800, as escovas com fibras já se encontravam em uso pela população em geral na Europa e no Japão. Em 1857, o americano H.N. Wadsworth foi reconhecido com a primeira patente de escovas de dentes quando os Estados Unidos entravam em um período de expansão no mercado de escovas de dentes. Em 1844, a primeira escova de dentes foi fabricada manualmente e patenteada como uma escova com três filas de fibras pelo Dr. Meyer L. Rhein. Em 1885, a fábrica Florence Manufacturing Company do estado de Massachusetts, EUA, em sociedade com o Dr. Rhein, começou a produzir a escova Pro-phy-lac-tic para venda no mercado americano.
Com o progresso da tecnologia, fibras sintéticas substituiram as fibras naturais extraídas de suínos. Fibras de Nylon foram inicialmente aplicadas na fabricação de escovas de dentes por volta de 1938 e em meados de 1939, escovas de dentes elétricas apareceram no mercado em uma tentativa de oferecer ao público uma escova que pudesse estimular a ação de uma escova manual mas com melhores resultados e performance de limpeza.
Difícil acreditar, mas a maiorias dos americanos não tinham como hábito escovar os dentes até que soldados trouxeram consigo o hábito que tinha sido obrigatório no exército durante a Segunda Grande Guerra. A primeira escova de dentes elétrica verdadeiramente eficiente foi produzida em 1939 na Suíça.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Achei isso simplesmente lindo...


Quando você toca alguém, nunca toque só um corpo. Quer dizer, não esqueça que você toca uma pessoa e que neste corpo está toda a memória de sua existência. E, mais profundamente ainda, quando você toca um corpo, lembre-se de que você toca um Sopro, que este Sopro é o sopro de uma pessoa com seus entraves e dificuldades e, também, é o grande Sopro do universo. Assim, quando você toca um corpo, lembre-se de que você toca um Templo.        (Jean Yves Leloup)

sábado, 16 de novembro de 2013

Atitudes que drenam energia

mulher-energia

  

1. Pensamentos obsessivos - Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos - mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.

2. Sentimentos tóxicos - Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

3. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo - Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

4. Fugir do presente - As energias são colocadas onde a atenção é focada.
O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: "bons tempos aqueles!", costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

5. Falta de perdão - Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e a si mesmo, fica "energeticamente obeso", carregando fardos passados.

6. Mentira pessoal - Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7. Viver a vida do outro - Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados - A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro "escape" de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe "diz" inconscientemente: "você não me terminou! Você não me terminou!" Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da determinação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza - A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

(FONTE: http://peroquelashay.blogspot.com/2007/11/atitudes-que-drenam-energia.html)

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Confie sempre

 Chico Xavier
confia sempreNão percas a tua fé entre as sombras do mundo. Ainda Que Os Teus pés estejam sangrando, segue para a frente, erguendo-a por luz celeste, acima De ti mesmo. Crê e trabalha. Esforça-te no bem e espera Com paciência. Tudo passa e tudo se renova na terra, mas o que vem do céu permanecerá. De todos os infelizes os mais desditosos são os que perderam a confiança Em Deus e em si mesmo, porque o maior infortúnio é sofrer a privação Da fé e prosseguir vivendo. Eleva, pois, o teu olhar e caminha. Luta e serve. Aprende e adianta-te. Brilha a alvorada além da noite. Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte. Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia.
A sua irritação não solucionará problema algum…
As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas…
Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar.
O seu mau humor não modifica a vida…
A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus…
A sua tristeza não iluminará os caminhos…
O seu desânimo não edificará ninguém…
As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade…
As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você…
Não estrague o seu dia.
Aprenda a sabedoria divina,
A desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre…
Para o infinito bem!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Senso de justiça: mesmo os bebês entendem injustiça e compartilhamento



Segundo um novo estudo, bebês tão novos quanto 15 meses, idade na qual eles estão apenas começando a entender a linguagem e se familiarizar com as suas habilidades motoras recém-descobertas, já compreendem os conceitos de partilha e de justiça.
Os pesquisadores também descobriram que as crianças têm diferentes “personalidades”, com algumas ficando chocadas pela injustiça e outros com a partilha igual.
“Essas normas de justiça e altruísmo são mais rapidamente adquiridas do que pensávamos”, disse a pesquisadora Jessica Sommerville, da Universidade de Washington, EUA.
“Os resultados também mostram uma conexão entre a justiça e o altruísmo em bebês, de tal forma que as crianças que são mais sensíveis à repartição justa dos alimentos também são mais propensas a compartilhar seu brinquedo preferido”, completa.
Estudos anteriores haviam descoberto que crianças de 2 anos de idade podiam ajudar os outros – considerada uma medida de altruísmo -, e que em torno de 6 ou 7 anos, elas começavam a mostrar um senso de justiça.
Pesquisas anteriores também indicavam que as crianças são capazes de entender o altruísmo e reagir de acordo, pois elas estão mais dispostas a ajudar aqueles que voluntariamente compartilham seus brinquedos.
Para ver quando esses traços de partilha e de equidade começavam a aparecer, os pesquisadores mostraram vídeos a 47 bebês, de um adulto dividindo ou não biscoitos ou leite entre dois outros adultos.
Os pesquisadores observaram as reações dos bebês aos vídeos para o que é chamado de “violação de expectativa”; quando os bebês são surpreendidos por algo, eles tendem a olhar mais tempo para esse algo.
Em média, os bebês assistiram aos vídeos com a partilha desigual com mais atenção, mas alguns ficaram mais surpresos do que outros.
A equipe também testou a vontade da criança de compartilhar, apresentando-lhes dois brinquedos e pedindo que os bebês escolhessem um. Um pesquisador então se aproximou da criança e perguntou: “Posso ficar com um?”.
Um terço das crianças passou para a pesquisadora o brinquedo que tinham escolhido, e um terço passou o segundo brinquedo. O terço restante não passou qualquer brinquedo, o que não significa exatamente que eles não estavam dispostos a compartilhar, pois eles poderiam estar nervosos em torno de um estranho, ou não ter entendido a tarefa.
Quando os pesquisadores compararam os resultados das duas experiências, eles descobriram que os bebês caíram em uma das três categorias.
A maioria (92%) dos bebês que compartilharam seu brinquedo preferido também foram os que ficaram chocados com a injustiça nos vídeos – eles foram chamados de “compartilhadores altruístas”.
Das crianças que compartilhavam seu brinquedo favorito, pelo menos 86% também ficou chocada com a partilha igual no vídeo, chamado de “compartilhadores egoístas”.
Segundo a pesquisadora, parece que a justiça pode até ser algo embutido em nossos cérebros; um estudo de 2010 mostrou que os centros de nosso cérebro reagem a divisão injusta de recompensas monetárias.
Embora a justiça possa ser um conceito arraigado, as nossas ideias de justiça parecem mudar à medida que envelhecemos.
Pesquisas anteriores mostraram que as crianças parecem gostar que tudo seja dividido igual, mas os adolescentes mais velhos são mais propensos a apreciar o mérito quando se trata de dividir a riqueza. Isso poderia ser devido a mudanças no cérebro e adaptação às experiências sociais.
Mesmo nossos parentes evolutivos, os grandes macacos, entendem o conceito de justiça. Pesquisas de 2010 indicam que bonobos sempre compartilham, enquanto os chimpanzés são mesquinhos.
Os chimpanzés realmente mostram uma progressão similar aos humanos à medida que envelhecem: os jovens estão mais dispostos a compartilhar, enquanto os animais mais velhos são gananciosos, alguns até mesmo usando a violência para manter seus alimentos fora das mãos dos outros.[LiveScience]

sexta-feira, 4 de outubro de 2013




Muito interessante...
O vidro demora um milhão de anos para se decompor, o que significa que nunca se desgasta e pode ser reciclado um número infinito de vezes! 

O ouro é o único metal que não enferruja, mesmo estando enterrado no solo por milhares de anos.

A língua é o único músculo do corpo que está ligado a penas a uma extremidade. 

Se você parar de ficar com sede, você precisa beber mais água. Quando o corpo humano está desidratado, o mecanismo de sede é desligado. 

A cada ano, dois milhões fumantes param de fumar ou morrem de doenças relacionadas com o tabaco. 

Zero é o único número que não pode ser representado por algarismos romanos. 

Pipas foram utilizadas na Guerra Civil Americana para entregar cartas e jornais. 

A canção, Auld Lang Syne, é cantada a meia-noite, em quase todos os países de língua Inglêsa para celebrar o novo ano. No Brasil, Portugal, França, Espanha, Grécia, Polônia e Alemanha, é uma canção de despedida. (Adeus amor eu vou partir…) 

Beber água depois de comer reduz 61 por cento do ácido na boca. 

O óleo de amendoim é usado para cozinhar em submarinos, porque não solta fumaça a menos que seja aquecido acima de 450F ou 232C. 

O barulho que ouvimos quando colocamos uma concha junto ao nosso ouvido não é o oceano, mas sim o som do sangue correndo nas veias da orelha. 

Nove em cada 10 seres vivos vivem no oceano. 

A banana não pode reproduzir por si só. Ela só pode ser reproduzida pela mão do homem. 

Aeroportos em altitudes mais elevadas requerem uma pista mais longa, devido à menor densidade do ar. 

A Universidade do Alaska abrange quatro fusos horários. 

O dente é a única parte do corpo humano que não pode se curar or regenerar. 

Na Grécia antiga, jogar uma maçã a uma mulher era uma proposta de casamento. Pega-la significava aceitação. 

Warner Communications pagou 28.000 mil dólares para os direitos autorais da canção Parabéns pra Você. 

As pessoas inteligentes têm mais zinco e cobre em seu cabelo. 

A cauda de um cometa aponta sempre para longe do sol. 

A vacina contra a gripe suína em 1976 causou mais mortes e doenças do que a doença pretendia evitar. 

A cafeína aumenta o poder da aspirina e outros analgésicos, é por isso que é encontrada em alguns medicamentos. 

A saudação militar é um gesto que evoluiu desde os tempos medievais, quando os cavaleiros de armadura levantavam suas máscaras para revelar sua identidade. 

Se você estiver no fundo de um poço ou embaixo de uma chaminé alta e olhar para cima, você verá as estrelas, mesmo estando no meio do dia. 

Quando uma pessoa morre, a audição é o último sentido a desaparecer. O primeiro sentido perdido é a visão. 

Nos tempos antigos estranhos apertavam as mãos para mostrar que estavam desarmados. 

Morangos são os únicos frutos cujas sementes crescem na parte exterior. 

Abacates têm calorias mais altas do que qualquer outra fruta: 167 calorias para cada cem gramas. 

A Lua se afasta da Terra cerca de dois centímetros por ano. 

A Terra fica 100 toneladas mais pesada a cada dia devido à queda de poeira espacial. 

Devido à gravidade da Terra é impossível montanhas serem mais altas do que 15 mil metros. 

Mickey Mouse é conhecido como "Topolino", na Itália .. 

Soldados em formação não podem marchar quando atravessam pontes, porque poderiam criar vibração suficiente para derrubar a ponte. 

Tudo pesa um por cento menos no equador. 

Para cada kg adicional de carga em um vôo espacial, 530 kg adicionais de combustível são necessários para decolagem. 

A letra J não aparece em qualquer lugar da tabela periódica dos elementos. 

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

“… A beleza de uma mulher cresce com o passar do tempo…”



“Para ter lábios atraentes, diga palavras doces.
Para ter olhares belos, procure ver o lado bom das pessoas.
Para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar os dedos pelo menos uma vez por dia.
Para ter boa postura, caminhe com a certeza de que nunca andará sozinha.
Pessoas são muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas, jamais jogue alguém fora.
Lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga, você encontrará no final do seu abraço. Ao ficarmos velhos, descobrimos por que temos duas mãos, uma para ajudar a nós mesmos, a outra para ajudar o próximo.
A beleza de uma mulher não está nas roupas que veste, nem no corpo que carrega, ou na forma como penteia seu cabelo.
A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, porque esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside.
A beleza de uma mulher não está na expressão facial, mas a verdadeira beleza de uma mulher está refletida na sua alma. Está no carinho que ela amorosamente dá, na paixão que ela mostra.
A beleza de uma mulher cresce com o passar do tempo.”

“Cuida-te quando fazes chorar uma mulher, pois Deus conta as suas lágrimas. A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser AMADA.”

untitled


Arnaldo Jabor

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

VIVA A CULTURA DE JACAREÍ!!!


Nesse dia 22 de agosto de 2013 foi empossado o 1° Conselho Municipal de Políticas Culturais em nosso Município.

Jacareí sai na frente , referencia em toda nossa região. "Uma cultura organizada é uma cultura forte".


Parabéns Jacareí , parabéns a Presidente Sonia Ferraz , a todos os membros da Fundação Cultural de Jacarehy, a todos os recém-empossados e a toda classe artística agora plenamente representada. 


Sinto-me honrada  em fazer parte desse momento histórico, como membro desse Conselho.

Foto: Hoje pela manha foi empossado o 1°Conselho Municipal de Política Culturais .
 Jacareí sai na frente , referencia  na nossa regiao.Uma cultura organizada e uma cultura forte.
Parabens Jacareí , Parabéns a  Presidente Sonia Ferraz , a tds nós da Fundação Cultural de Jacarehy e a toda classe artística.
Orgulho muito em fazer parte e contribuir para que esse momento acontecesse.
Viva a cultura!!!
Membros do I Conselho Municipal de Políticas Culturais


Eu entre a filhota Débora e o nosso querido Antonele Marmo, da Fundação Cultural de Jacarehy..




22 DE AGOSTO - DIA DO FOLCLORE




Dia do Folclore

quarta-feira, 10 de julho de 2013

O EMPREGO

Curta-metragem de animação / vencedor de 102 prêmios internacionais.


Vale uma boa reflexão...

segunda-feira, 27 de maio de 2013


quarta-feira, 15 de maio de 2013


 Dia Internacional da Família... 15 DE MAIO...
Vamos celebrar... FAMÍLIA A BASE DE TUDO...


A data foi escolhida pela Assembleia Geral da ONU que proclamou o dia 15 de Maio como Dia Internacional da Família.

A celebração do dia Internacional da Família visa entre outros objetivos destacar:

*A importância da família na estrutura do núcleo familiar e o seu relevo na base da educação infantil;
*Reforçar a mensagem de união, amor, respeito e compreensão necessárias para o bom relacionamento de todos os elementos que compõem a família;
*Chamar a atenção da população para a importância da família como núcleo vital da sociedade e para seus direitos e responsabilidades desta;
*Sensibilizar e promover o conhecimento relacionado com as questões sociais, econômicas e demográficas que afetam a família.
O primeiro Dia Internacional da Família foi celebrado em 1994.
O Dia Internacional da Família... 15 DE MAIO...
Vamos celebrar... FAMÍLIA A BASE DE TUDO...


A data foi escolhida pela Assembleia Geral da ONU que proclamou o dia 15 de Maio como Dia Internacional da Família.

A celebração do dia Internacional da Família visa entre outros objetivos destacar:

A importância da família na estrutura do núcleo familiar e o seu relevo na base da educação infantil;
Reforçar a mensagem de união, amor, respeito e compreensão necessárias para o bom relacionamento de todos os elementos que compõem a família;
Chamar a atenção da população para a importância da família como núcleo vital da sociedade e para seus direitos e responsabilidades desta;
Sensibilizar e promover o conhecimento relacionado com as questões sociais, económicas e demográficas que afetam a família.
O primeiro Dia Internacional da Família foi celebrado em 1994.

sexta-feira, 10 de maio de 2013


Físicos encontram evidências de que realidade pode ser uma mera simulação virtual

realidade
(Este post foi publicado originalmente no final de 2012 Por Anderson Kreutzfeldt, via literatortura, vale muito a pena ler...)

Quem diabos está jogando “The Sims” com a gente? 
Acredite se quiser: Físicos encontram evidências de que a nossa realidade pode ser uma mera simulação virtual. Fazemos nós parte do melhor videogame já criado?
Não, você não leu errado. De acordo com estudiosos cientistas da Universidade de Bonn, certos aspectos do nosso mundo físico são sustentados por elementos que indicam que a nossa realidade pode não ser nada mais do que uma simulação computadorizada.
A ideia de que somos apenas figuras sustentadas por tecnologias e intelectos superiores parece meio absurda, não é mesmo? O fato é que o cientista planetário Rich Terrile (NASA) acredita veementemente na teoria de que nossa vida não é nada mais do que um videogame.
Silas Beane foi o pesquisador que liderou um grupo de físicos que levantou uma hipótese muito interessante. Segundo as pesquisas, a teoria que mais ganha força é a de que somos uma simulação dentro de outra simulação dentro de outra e assim sucessivamente, com um cenário enriquecido em detalhes, que provavelmente se parece muito com a vida dos nossos “criadores”, para dar a impressão de realidade absoluta. Aparentemente, vivemos em um universo artificial e somos incapazes de nos darmos conta desse fato.
Existe uma teoria chamada “Teoria de campo reticulado” (teoria de física contrária à noção de tempo e espaço continuum da qual temos conhecimentos). Os pesquisadores se basearam nessa teoria para lançar a ideia de que uma simulação de computador (ou um videogame, se preferirem) das próprias leis físicas, que em determinado momento parecem contínuas e que seriam obrigatoriamente inseridas em um retículo espacial, uma adição para a simulação na qual podemos estar vivendo neste momento. Esse retículo tridimensional avança em pequenos passos temporais que limitam a quantidade energética que as partículas virtuais possuem dentro do sistema. Em outras palavras, um recurso virtual que impões “limites”, que poderiam ou não existir para os nossos amados e anônimos criadores.
Isso realmente acontece em certos processos de física quântica que envolvem uma grande quantia de energia (nos raios laser, por exemplo, ou em um feixe de elétrons). Esse retículo limita a energia para que as partículas ocupem seu próprio espaço, com um máximo de energia para que nada nesse “sistema” seja menor do que este permite.
“Se o cosmos é uma simulação numérica, deve haver pistas no espectro de raios cósmicos de alta energia” – dizem os teóricos – ou seja, os raios cósmicos viajariam ao longo dos eixos de uma estrutura, de modo que não conseguiríamos vê-los equalizados em todas as direções.
Com a tecnologia atual e os recursos dos quais a humanidade dispõe, não podemos assegurar definitivamente que estes pesquisadores estão certos ou errados, porém somos plenamente capazes de verificar dentro de algum tempo de estudo, como se orienta a estrutura em que o nosso universo foi criado (ou é simulado, se preferirem).
É uma ideia alucinante e um bocado assustadora, porém, os cálculos de Silas Beane e dos outros pesquisadores deixaram lacunas que não podem ser ignoradas. O principal contra-argumento á teoria dos físicos é que o suposto computador que criou todo nosso universo poderia ter sido criado de qualquer maneira, visto que foi desenvolvido por inteligências e tecnologias muito superiores à nossa, de modo que as técnicas se demonstrariam imperceptíveis a nossos nanicos cérebros humanos.
É claro, acreditar ou não nessa teoria vai de cada um. Mas, se os cientistas estiverem mesmo certos e somos produtos de uma simulação que funciona como uma espécie de videogame, devemos perguntar-nos: Quem diabos está jogando “The Sims” com a gente, porque, que fiquem avisados: o jogo possui alguns bugs como Justin Bieber e Neymar.
O que você acha? Esquisito? Ficção Científica demais? Deixe seu comentário, participe da discussão! 
obs: Alguns leitores estão tratando essa matéria como se o autor tivesse dito que essa é uma “verdade inquestionável”. Por favor, pessoal. Ninguém bateu o martelo em nada. Foi exposta apenas a teoria de físicos que acreditam nessa possibilidade. Menos pedantismo, galera.
Por Anderson Kreutzfeldt, via literatortura