sexta-feira, 11 de abril de 2008

VINAGRE NO COMBATE À DENGUE..


Desde 2003, o engenheiro agrônomo Reinado José Rodella coordenou, em Piracicaba, uma série de pesquisas usando o vinagre diluído na água contaminada com larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue.

Confirmou-se, nos laboratórios, que o ácido acético presente no vinagre eliminou todas as larvas das amostras analisadas.

De imediato, o coordenador do Projeto de Combate à dengue de Piracicaba, Valdemar Correr, pediu aos agentes que estivessem percorrendo os bairros em campanha que orientassem os moradores a colocar uma simples colher de vinagre nos recipientes com água parada.

“Durante todo o ano passado, foram registrados na cidade apenas seis casos da doença,
todos eles importados, ou seja, originários de outros municípios”.

A descoberta do engenheiro Rodella promete revolucionar o combate a uma doença que, sempre nos períodos de chuva, torna-se um risco de epidemia em todo o Brasil. Só o Estado do Rio de Janeiro, investiu nos últimos cinco anos R$ 10 milhões nas campanhas públicas para eliminar os criadouros do mosquito, inclusive com a importação de um biolarvicida cubano.

As atuais estatísticas estão bem longe dos números assustadores de 2002, quando o Brasil registrou 800 mil casos da doença. Mas o risco de epidemia continua. No Estado de São Paulo, segundo o Ministério da Saúde, existe hoje a notificação de 14 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Na região de São José do Rio Preto, a mais crítica, há municípios com índices equivalentes a 200 casos por 100 mil habitantes. Gasta-se muito com equipamentos e mão-de-obra usados nos “fumacês” que dizimam as larvas.

“Bastaria que todos os brasileiros fossem orientados a usar o vinagre, um produto comum e sem qualquer contra-indicação”, afirma Rodella. Porém não há interesse dos governantes municipais em divulgar que um simples vinagre resolve este ?problemão?, pois a Dengue gera uma ?FORTUNA? aos municípios, e como se sabe muitos estão aproveitando disto!!!!

Nos testes feitos no Centro de Controle de Zoonoses, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), na Carnevalli Biotecnologia e na Escola de Engenharia de Piracicaba foi constatado que basta a adição de 5% de vinagre no recipiente com água para que as larvas sejam eliminadas.

FIQUE ATENTO

A dengue é uma doença febril aguda causada por um vírus da família Flaviviridae de evolução benigna, na maioria dos casos.

Existem duas formas de dengue: a clássica e a hemorrágica.

A dengue clássica apresenta-se, geralmente, com febre, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, podendo afetar crianças e adultos.

A dengue hemorrágica é a forma mais severa da doença, pois, além dos sintomas citados, é possível ocorrer sangramento, e, ocasionalmente, falência múltipla dos órgãos e a morte.

HOSPEDEIRO

O principal vetor é o mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais.

TRATAMENTO

O tratamento é apenas sintomático. Tomar muito líquido, para evitar desidratação, e utilizar antipiréticos e analgésicos, para aliviar os sintomas são as medidas de rotina.
Por interferir com a coagulação, medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico são contra-indicados.

Reportagem: Rogério Verzignasse, Correio Popular, em 15/03/06.
http://www.paulinianews.com.br/links/noticia400400
Veja mais em:
http://www.aprendebrasil.com.br/reportagens/dengue/erradicar.asp
http://www.saudeanimal.com.br/dengue1.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário