terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

O EXCESSO DE AÇÚCAR É TÃO 

TÓXICO QUANTO O ÁLCOOL, 

SEGUNDO OS ESPECIALISTAS





LONDRES - Comer muito açúcar é tão tóxico quanto o abuso de álcool, advertiram três cientistas americanos nesta quinta-feira, 2 de fevereiro, na revista “Nature”. Eles defendem o estabelecimento de restrições equivalentes às aplicadas ao álcool e tabaco, como os impostos por exemplo.

Para reduzir o consumo, eles sugerem taxar bebidas e alimentos com adição de açúcares, especialmente a frutose. Estas medidas poderiam até restringir a venda de produtos açucarados fora do horário escolar, ou até mesmo proibir a venda de refrigerantes para menores de 17 anos, anunciam Robert Lustig, Laura Schmidt e Claire Brindis.

Doenças não transmissíveis, tais como doença cardíaca, diabetes ou câncer, contribuem para a morte de 35 milhões de pessoas a cada ano em todo o mundo, contribuindo mais do que doenças infecciosas, eles apontam e mostram o papel do açúcar na progressão destas patologias.

Os efeitos do consumo excessivo do açúcar podem ser similares aos efeitos do abuso do álcool, eles alertam evocando as alterações do fígado.

O afluxo maciço de açúcares favorece a hipertensão, diabetes e risco cardíaco, bem como a sobrecarga de gordura no fígado. Estes danos afetam até 40% das pessoas com peso normal e poupam somente 20% dos obesos, eles dizem.

O consumo mundial de açúcar triplicou nos últimos cinquenta anos. Entre outras sugestões que podem auxiliar a diminuir o consumo de açúcar: controlar o número de fast-food em bairros pobres e incentivar a instalação de lojas e mercados de produtos frescos.



(FONTE: http://www.criasaude.com.br/N11371/o-excesso-de-acucar-e-tao-toxico-quanto-o-alcool-segundo-os-especialistas.html)


Nenhum comentário:

Postar um comentário