quinta-feira, 24 de setembro de 2009

PRIMAVERA...


(por Sandra Hasmann)

Nesse dia 21 de setembro, juntinho com a chegada da Primavera, minha netinha Marcella completou 13 anos, e ao vê-la assim, tão linda, desabrochando nesses treze anos de vida, cheia radiância, sonhos, explendor e alegria, não posso deixar de compará-la a uma flor...É isso, na verdade somos flores, todos nós, semeadas pelas mãos de um Criador Perfeito e Amoroso, que traçou para cada um de nós um plano, um propósito, com muito, muito amor, e deu-nos como morada esse lindo Planeta Azul, exuberante, provavelmente o mais perfeito e bonito entre todos existentes nas inúmeras galáxias dessa infinita criação de Deus, e isso é prova de amor, de confiança...

Hoje, no outono de minha existencia, brindo com cada um de vocês a chegada dessa belíssima estação à vida de Marcella e de cada um de vocês, companheiros e companheiras de viagem nessa mágica e maravilhosa jornada chamada VIDA, gerada a partir do ventre dessa Mãe paciente e generosa chamada TERRA, que mesmo tão ferida e violentada por nós, ainda nos oferece tanta beleza e manancial de vida!! Nossa "nave-mãe" está em vias de agonia, e se não fizermos algo por ela, em breve estaremos "órfãos", e se isso acontecer, deixaremos de existir junto com ela.

Que essa primavera faça brotar em nós uma maior consciencia acêrca de quem realmente somos e do que somos capazes quando movidos pelo amor e pela fé nesse Deus que, apesar de tudo, não desiste de nós...
_________________________________________________________________________________

Sol De Primavera

(Beto Guedes / Ronaldo Bastos)


Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou juntos outra vez
Já sonhamos juntos semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz no que falta sonhar
Já choramos muito, muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer
Sol de primavera abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor, só nos resta aprender

Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou juntos outra vez
Já sonhamos juntos semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz no que falta sonhar
Já choramos muito, muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer
Sol de primavera abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor, só nos resta aprender

Um comentário:

  1. Oi Sandra
    recebi um selo e estou repassando para voce
    Voce tem que ir no meu blog buscá-lo
    Um beijão Julimar

    ResponderExcluir